Para o especialista em patologia e reabilitação das estruturas  é fundamental o conhecimento: da tecnologia dos materiais utilizados (pedra, adobe, madeira, aço, betão ou outro); das características geométricas das estruturas; dos possíveis ensaios de caracterização física e mecânica dos materiais; do comportamento dos elementos estruturais e das soluções de reabilitação e reforço para cada construção. Nos últimos anos, a evolução do conhecimento nos domínios da patologia e reabilitação das construções, tem evidenciado um impulso significativo, por um lado pela crescente sensibilização dos diversos intervenientes no sector da construção, e por outro pelo surgimento de novos materiais e de técnicas construtivas. Estatísticas recentes mostram que o investimento no sector da reabilitação tem aumentado consideravelmente nos últimos anos.
O CINPAR 2016 representa uma importante oportunidade para a aquisição de novos conhecimentos, técnicas e tecnologias, e para a troca de experiências em trabalhos de reabilitação e reforço de estruturas.

Os sócios do ICOMOS Portugal usufruem de um desconto de 10% sobre o custo da inscrição.

Para mais informações, consulte o sítio oficial do encontro.

 

No próximo dia 25 DE Maio DE 2016, o ICOMOS e o ICOM organizam no Museu Arqueológico do Carmo, pelas 18h, uma iniciativa com o tema: "Objectivos de Desenvolvimento Sustentável - A Cultura na Agenda 2030 das Nações Unidas"

 

 

 

Organizado pela APRUP (Associação Portuguesa para a Reabilitação Urbana e Protecção do Património), pela Universidade de Aveiro e pelo Museu Nacional do Azulejo, este encontro, destinado a arquitectos e gestores de património, tem como objectivo promover a discussão no âmbito das intervenções e estabelecimento de boas práticas. Possui uma componente técnica com caso de estudo real que será apoiada numa componente teórica que permitirá dar a conhecer as especificidades materiais e as condicionantes das técncias de conservação.

Consulte o Programa.

 

 

Curso de Estudos Avançados em Reabalitação

A reabilitação do património edificado é um dever da sociedade e uma oportunidade de desenvolvimento para o setor da construção. O leque de intervenções possíveis é muito alargado, incluindo a preservação do património monumental, a reabilitação profunda de edifícios antigos e a resolução de patologias de edifícios mais recentes. A intervenção no património edificado, quando efetuada corretamente, permite também ganhos ao nível da sustentabilidade, durabilidade, eficiência energética e conforto.

A Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, através do Departamento de Engenharia Civil, é reconhecidamente um centro de excelência em diversos domínios técnico-científicos, em particular no domínio da Reabilitação do Património Edificado.

 

Para mais informações, veja o site do curso.

O ICOMOS esteve no programa da TSF "Encontros com o Património".

 

 

Logo da Jornada sobre Património do Desporto em Portugal

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios foi criado pelo ICOMOS (Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios) a 18 de Abril de 1982, tendo como objetivo sensibilizar os cidadãos para a diversidade e vulnerabilidade do Património.
Com a organização desta Jornada com o lema “O Património do Desporto em Portugal” a Direção Geral do Património Cultural e o ICOMOS-Portugal pretendem dar a conhecer o trabalho de diversos investigadores e entidades intimamente ligadas com o património do desporto nacional, nomeadamente as estratégias que estão a ser tomadas na preservação deste legado feito de eventos, pessoas, pequenos objetos e grandes arquiteturas.

Patromonio

 

O Congresso Ibero-Americano “Património, suas matérias e imatérias” a ocorrer em Lisboa, nas instalações do LNEC, nos dias 2 e 3 de novembro de 2016, procura criar o ambiente para a realização de diálogos cruzados entre investigadores, técnicos e especialistas, oriundos de diferentes áreas disciplinares, que estejam interessados em reflectir e discutir o Património Cultural nas suas componentes materiais e imateriais, incluindo as problemáticas socioculturais que lhe estão associadas.

O Congresso será uma organização do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC – www.lnec.pt/pt), do Centro em Rede de Investigação em Antropologia do Instituto Universitário de Lisboa (CRIA-IUL – http://cria.org.pt/site/) e o Centro de Estudos Internacionais do ISCTE-IUL (CEI-IUL – http://cei.iscte-iul.pt/en/).

 

 

Estadio 28 de Maio Braga96O tema de 2016 do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios celebrado pelo ICOMOS no dia 18 de Abril será: “O património do desporto”.

Foram recentemente divulgadas pela comunicação social notícias relacionadas com a descoberta de um importante contexto arqueológico de naufrágio no Sultanato de Omã, ao que se sabe um elemento relevante do património cultural português no mundo. A limitada intervenção do Estado neste processo é bem reveladora das lacunas existentes ao nível da gestão do nosso património arqueológico náutico e subaquático, sendo, no entanto, indiscutível o valor do mesmo, uma das mais importantes reservas patrimoniais nacionais, pedra basilar da nossa História colectiva e elemento identitário primordial. É um dado colectivamente aceite que as características do nosso território e as condicionantes muito próprias da História portuguesa determinaram a presença de um rico património arqueológico náutico e subaquático, o que impõe a existência de um serviço de âmbito nacional para a sua gestão.